09202020Dom
Última atualizaçãoSex, 14 Ago 2020

slot

Notícias

Evangelistas que foram presos por pregar nas ruas vencem causa na Justiça

Dois pastores evangelistas que haviam sido presos e condenados por 'perturbar a ordem pública' com agravantes religiosos, após pregarem nas ruas Bristol, no Reino Unido, ganharam sua causa na Justiça, o que tem sido considerada uma vitória notável e um encorajamento para os cristãos em todo o país.

"Este não é um caso isolado. Quantas vezes teremos de ir ao tribunal antes que a lei [liberdade de expressão] seja respeitada?", disse Michael Overd - um dos evangelistas - após ter sua vitória anunciada na Corte de Bristol, na última quinta-feira (29), segundo informou a BBC News.

Overd, 53, que se apresentou como um "soldado cristão", prometeu que continuará levando a mensagem das Boas Novas, apesar das consequências que já sofreu por isso.

"Meu coração sangra por este país, mas eu sou um patriota e voltarei às ruas para continuar pregando", afirmou ele.

Michael Stockwell, de 51 anos, o segundo pregador - nativo dos EUA - que havia sido preso e condenado no mesmo caso, comentou: "Sinto-me feliz que tudo tenha acabado. Meu coração ainda arde pelo povo de Bristol e anseia que eles possam ouvir o Evangelho sendo pregado nas ruas sem impedimentos".

"Quando fomos condenados por 'perturbar ordem pública' em fevereiro, fiquei chocado porque a mensagem do amor de Deus agora é considerada por alguns como odiosa e perigosa", continuou Stockwell, de acordo com o jornal Premier.

"A liberdade de expressão está sob crescente agressão nesta nação. As pessoas devem ser livres para expressar suas crenças em público, sem risco de danos, violência ou outras repercussões. Por isso, o resultado de hoje significa uma vitória tão grande", acrescentou.

Os pregadores foram condenados e multados em fevereiro depois que foram acusados ​​de disseminar o discurso de ódio contra muçulmanos e homossexuais por terem lido a Bíblia e dizerem que "Jesus é o único caminho para Deus" diante de uma multidão de 100 pessoas no ano passado.

Overd disse na audiência, que ocorreu no início desta semana, que ele não odeia muçulmanos ou homossexuais.

"Se amamos verdadeiramente os muçulmanos, devemos levar a verdade até eles. Jesus disse que qualquer profeta que vem de qualquer outra maneira é um mentiroso e um ladrão. A Bíblia e o Alcorão são fundamentalmente diferentes", declarou Overd, acrescentando que ele não concorda com a homossexualidade, Mas não julga os homossexuais como sendo piores que qualquer outra pessoa.

Os juízes da Corte de Bristol disseram na quinta-feira passada que, apesar dos relatórios das testemunhas de que os pregadores tentaram intencionalmente ofender as pessoas, não havia provas desde que a ofensa tivesse sido agravada religiosamente.

O juiz Martin Picton disse: "Concluímos que o Sr. Stockwell não fazia mais do que expressar com convicção, as suas crenças religiosas sinceras, como ele sempre teve o direito de fazer".

Picton disse que Overd parecia ter satisfação em "trabalhar em meio à multidão", como o jornal 'Bristol Post' relatou, mas admitiu que não poderia provar que ele cometeu uma infração de ordem pública.

Andrea Williams, do Centro Jurídico Cristão, que defendeu os pregadores, elogiou a decisão do Tribunal, afirmando: "Num momento em que os cristãos estão cada vez mais temerosos em expressar suas crenças no espaço público, este é um resultado bem-vindo e necessário. Agradecemos ao juiz tomar a decisão certa hoje".

Fonte: Guia-me


Aos 92 anos, ex-presidente dos EUA ainda dá aulas na escola dominical de sua igreja

A idade avançada ainda não é o suficiente para fazer com que o ex-presidente Jimmy Carter deixe de desenvolver o ministério que move o seu coração em sua igreja: ensinar sobre a Bíblia na escola dominical.

O jornalista e autor cristão David Schechter relatou em uma publicação para o site 'Charisma News' - no qual contribui como colunista - sobre a alegria de poder assistir uma aula ministrada por Carter.

Segundo Schechter, no domingo em que ele compareceu à igreja para assistir à aula ministrada pelo ex-presidente, centenas de outras pessoas também estavam ali por este mesmo motivo.

"Esperando nos bancos estão muitos dos 130 membros da Igreja Maranatha, juntamente com algumas centenas de visitantes de todo os Estados Unidos e três mulheres jovens chinesas, sentadas à nossa frente", contou o jornalista.

"Poucos minutos depois de 9h50, Jimmy entra, com o rosto suave, sorrindo, e de microfone na mão", acrescentou. "Hoje, diz ele, estaremos revendo 'uma das seções mais difíceis da Bíblia".

Segundo David Schechter, com simplicidade, Carter perguntou se havia pastores ou missionários presentes e três pessoas se colocaram de pé. Então o professor pediu a um deles que fizesse a oração inicial.

O jornalista contou que antes de iniciar a ministração do conteúdo da aula - sobre o livro de Ezequiel, no Antigo Testamento - Carter falou sobre seu estado de saúde, abordando um colapso que sofreu devido a uma desitratação com certo bom humor.

"Eu tive um tratamento excelente no Canadá ... de forma gratuita', diz Carter, provocando risos, 'mas meus médicos de Atlanta me fizeram usar um monitor cardíaco - o que torna o sono incômodo", contou David.

Já se voltando para o conteúdo da aula, Carter lembrou que o profeta Ezequiel surgiu como um "mensageiro de más notícias", enviado por Deus para dizer aos israelitas que são responsáveis ​​por suas tribulações, por sua deslealdade e então o professor alertou a classe sobre o peso da responsabilidade pessoal em suas decisões.

"Carter sugere redefinir o que constitui uma vida bem-sucedida. 'Que tipo de pessoa eu quero ser?'; 'Tomamos decisões sobre o tipo de pessoa que queremos ser e como queremos viver o resto de nossas vidas", contou David citando as palavras do professor.

David contou que o final da aula de Carter se focou em alertar os alunos sobre a única forma de alcançar uma vida "plena, frutífera, feliz e pacífica": se entregar a Jesus e caminhar com Ele.

Segundo o jornalista, assistir à aula de Carter, além do fato de ser ministrado por uma boa reflexão, também serviu como uma agradável surpresa, de ver que um ex-presidente de 92 anos ainda se coloca à disposição do Reino para ensinar sobre a Bíblia em sua igreja.

"Este ex-presidente não-autárquico, de construção de casas, de eleições, de erradicação de doenças também ensina na igreja em vários domingos, diante de centenas de visitantes, que, como nós, partem dali nada menos que impressionados", finalizou.

Fonte: Guia-me

"Eu falo sempre de Deus, porque estou vivo por causa Dele", diz zagueiro Neto

Sábado dia (29), a tragédia com o avião da equipe da Chapecoense completou 8 meses e o zagueiro  Neto - sobrevivente da queda da aeronave na Colômbia -  na manhã quarta-feira (26) falou um pouco mais sobre sua recuperação e também sobre o livro que ele está para lançar, intitulado "Posso Crer no Amanhã".

Segundo Neto, o livro não se resume somente ao fato dele ter sobrevivido ao acidente, mas irá retratar diversos outros milagres que ele e sua esposa vivenciaram, sempre acreditando no sobrenatural de Deus.

Neto contou, por exemplo, que o nascimento de seus filhos já foi um grande milagre, pois sua esposa não tinha condições de engravidar.

"O livro conta mais ou menos a minha história, o que Deus fez na minha história. Foram muitos milagres que aconteceram na minha vida, inclusive acho que os meus filhos - eu acho não, tenho certeza - são dois milagres. Minha esposa teve um casal de gêmeos com um ovário só, porque em um ela teve um tumor, perdeu e já estava perdendo o outro ovário com um cisto e conseguiu engravidar de gêmeos", contou.

O atleta lembrou que foi notável sua transformação de vida, quando ele passou a entender e reconhecer o poder de Jesus sobre todas as coisas.

"Depois que eu comecei a entregar a minha vida para Deus mesmo, descansar Nele, saber que Jesus Cristo está no controle de todas as coisas, eu pude tirar todo o fardo pesado que a vida coloca na gente", afirmou.


O acidente

Lembrado por todos como um homem que "sempre fala de Deus", Neto explicou que este costume se tornou ainda mais intenso, devido às provas do cuidado divino sobre sua vida.

"Esse acidente, por Deus permitir que eu estivesse vivo aqui, mais uma vez, para falar um pouco mais Dele, também. Eu tenho sempre que falar tudo Dele, porque eu não tenho mérito nenhum de estar aqui", destacou.

Neto foi questionado sobre um sonho ruim que ele teve com relação à queda do avião e que mais parecia algum tipo de "aviso". O atleta contou que chegou a enviar uma mensagem para sua esposa antes do acidente, na qual pediu que ela orasse para "repreender o pesadelo".

"Eu falei para ela do sonho, antes de viajar para São Paulo, porque tinha um jogo contra o Palmeiras antes e de São Paulo a gente ia direto", contou.

A mensagem que Neto enviou para sua esposa dizia: "Fiquem na santa paz de Cristo e ora por nós, repreendendo o pesadelo que tive".

"Eu tive dois sonhos que marcaram muito a minha vida. Primeiro, eu tive o sonho que eu estava no céu e eu via Deus. Eu subia como se fosse em um elevador e quando a porta se abria, Deus me falava assim: 'Meu filho, te esperei muito tempo aqui'. Eu chorava demais de alegria e falava: 'Eu não sou merecedor de estar aqui, Deus", acrescentou o jogador. "Depois eu tive o sonho que eu caía do avião e ficava vivo... um pesadelo. Eu contei para ela", disse Neto olhando para a esposa. "Mas ela não quis ouvir no dia".

Deus no controle

Neto destacou que entregar cada dia nas mãos de Deus é essencial e vários acontecimentos em sua vida têm servido para comprovar este pensamento.

"Tem coisas que acontecem na nossa vida... e como eu sou um cara cristão, procuro confiar. Tem coisas que eu não vou entender. Talvez um dia, quando eu morrer, Deus abra o jogo comigo e me explique, mas hoje eu não vou entender, porque eu sou limitado. Eu sou mais um ser humano que está de passagem por aqui. Este é um lugar temporário. Então, aconteceram algumas coisas na minha vida que ficou claro que era para acontecer o pior, porque Deus estava no controle e hoje eu entendo isso", afirmou

O jogador compartilhou que antes do acidente, sofreu uma lesão em um jogo, o que o impediu de jogar a final de um campeonato e chegou a questionar Deus, o motivo pelo qual estava passando por tudo aquilo.

"Já tinha feito um ano de 2015 ótimo e 2016 estava começando maravilhosamente bem. A federação colocou um jogo da final para a mesma data do aniversário dos meus filhos. Eu tive que remarcar a festa. [No jogo, antes do acidente], eu caí no chão com uma pancada, sem os movimentos da perna. Eu tentei levantar, não consegui, queria entender e perguntava: 'Senhor, por que isso está acontecendo?", contou.

"Eu não joguei a final, que era o meu sonho, fiz uma cirurgia, era para tirar um disco e parafusar uma placa em duas vértebras. Chegou no dia da cirurgia, tive que tirar dois discos da cervical e parafusar em três vértebras, colocar uma placa com seis parafusos. Eu achava que o futebol para mim tinha acabado, porque todos os que sofreram esse tipo de lesão pararam de jogar", acrescentou.

Porém a recuperação do jogador foi "sobrenatural", como ele mesmo disse e o mais incrível ele ainda estava por descobrir.

"Eu voltei a jogar, correndo muito mais rápido do que eu imaginava. Em três meses era para eu voltar, mas em 20 dias eu estava correndo e sem entender aquele sobrenatural que estava acontecendo na minha recuperação", afirmou.

"Em resumo, aconteceu o acidente e depois, quando eu acordei no hospital, o médico chegou para mim e falou: 'um dos motivos de você estar vivo é a placa que você tem no pescoço. Ela limitou os seus movimentos, porque você bateu com a cabeça muitas vezes", finalizou.

Fonte: Guia-me

Descendentes dos cananeus bíblicos ainda vivem no Líbano, dizem cientistas

Os descendentes dos cananeus bíblicos ainda vivem no Líbano, de acordo com um novo estudo genético publicado pelo periódico científico American Journal of Human Genetics.

Os cientistas extraíram o DNA dos restos mortais de cinco pessoas encontrados na antiga cidade cananita de Sídon. Os cadáveres datados há cerca de 3.700 deram sequência seu genoma.

Os genomas antigos foram comparados com 99 libaneses que hoje vivem na região e descobriram que 90% herdam a composição genética de seus antigos ancestrais.

Os libaneses modernos são “provavelmente descendentes diretos dos cananeus”, disse o Dr. Marc Haber, do Instituto Wellcome Trust Sanger, de acordo com o Independent .

“Mas além disso, eles têm uma pequena proporção de ascendência euro-asiática que pode ter chegado através de conquistas por populações distantes, como os assírios, persas ou macedônios”, acrescentou.

As referências na Bíblia sobre a população cananéia mostram que a expulsão e morte desse povo poderia ter implicado em seu desaparecimento da região.

Em Deuteronômio 20: 16-18, a Bíblia mostra que os israelitas foram orientados por Deus a destruir totalmente os hititas, os amorreus, os cananeus, os ferezeus, os heveus e os jebuseus.

“Se não, eles os ensinarão a praticar todas as coisas repugnantes que eles fazem quando adoram os seus deuses, e vocês pecarão contra o Senhor, contra o seu Deus”, justifica o trecho bíblico.

No entanto, outros trechos do Antigo Testamento, como em Juízes 1:19, comprovam que este comando não foi cumprido e muitos cananeus sobreviveram. “Eles ocuparam a serra central, mas não conseguiram expulsar os habitantes dos vales, pois estes possuíam carros de guerra feitos de ferro”.

Fonte: Guia-me

Homens muçulmanos tentam estuprar jovem cristã, mas fogem ao ter visão de Jesus protegendo-a

Uma jovem universitária que conheceu a Jesus Cristo e se entregou a Ele por intermédio de uma família missionária tem um dos testemunhos mais chocantes de experiência sobrenatural, quando foi livrada de um estupro coletivo.

A história de Phoebe começa quando ela conheceu uma jovem cuja família atuava como missionária da organização Bibles For MidEast (“Bíblias para o Oriente Médio”, em tradução livre) e a evangelizou, falando sobre quem era Jesus, um desconhecido para ela, já que sua família pertence à casta Brâmane, que no hinduísmo é a mais alta da religião.

Os relatos da colega de universidade foram a introdução para um sonho, em que Phoebe se encontrava com um homem que a convidava para segui-la. Intrigada, ela conversou com a amiga e pediu explicações sobre o que tinha lido na Bíblia, e descobriu que tinha sido visitada de forma sobrenatural pelo Filho de Deus. Assim, decidiu entregar-se a Jesus.

Quando concluiu a fase de provas daquele ano na faculdade, ela passou a trabalhar para uma empresa e lá conheceu um homem chamado Jawad, que era muçulmano e a pediu em casamento. Na ocasião, Phoebe não sabia, mas a intenção do rapaz era obriga-la a se converter ao islamismo depois que estivessem vivendo juntos.

O relato do testemunho da jovem foi feito por carta pelo pastor Peter Haneef, que lidera a igreja Assembleia do Deus Amoroso. O líder cristão conta que quando Phoebe compartilhou sua fé em Jesus com o pretendente, ele se enfureceu. Diante da reação de Jawad, ela decidiu que não aceitaria o pedido de casamento, o que só tornou as coisas mais turbulentas.

Jawad, irritado com a rejeição, armou uma cilada após o horário de trabalho. Ele e alguns amigos atacaram Phoebe e arrastaram-na para um local afastado, com a intenção de estuprá-la. No desespero, a jovem clamou a Jesus pedindo por ajuda a plenos pulmões.

“Imediatamente, um homem com aparência de fogo apareceu em frente a todos eles e resgatou Phoebe. O calor do homem era tão forte que as roupas dos agressores ficaram praticamente queimadas. Eles fugiram quase nus. Phoebe acredita firmemente que Jesus a salvou”, relatou o pastor Peter Haneef.

De acordo com Phoebe, uma voz clara falou a seu coração: “Não tenha medo. Você é minha filha querida. As montanhas podem tremer e as colinas podem cair, mas meu amor por você não vai falhar ou ser abalado”.

Até esse episódio, a família da jovem permanecia presa às tradições de sua casta, já que tradicionalmente é das famílias brâmanes que saem os sacerdotes dessa vertente hinduísta. Quando ela relatou suas experiências e o episódio da tentativa de estupro, todos ficaram maravilhados e decidiram confessar a Cristo como Salvador.

Segundo o pastor Hanneef, todos os familiares de Phoebe continuam seguindo a Cristo até hoje e são frequentadores da igreja.

Fonte: Gospel Mais


Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses