09262017Ter
Última atualizaçãoQui, 21 Set 2017

slot

Notícias

Pastor é morto a tiros dentro de igreja

Depois de ministrar um culto para os fiéis da comunidade de Santa Cruz dos Godinhos, na área rural de Ervália, na Zona da Mata, em Minas, o pastor Jésus Miranda, de 57 anos, da Igreja Quadrangular, foi morto a tiros dentro do templo, na frente da esposa, na tarde deste domingo (3). O motivo seria a cobrança de ressarcimento por prejuízos causados por um acidente de trânsito ocorrido há dois meses, envolvendo a vítima e o suspeito.

O crime ocorreu por volta das 15h30. O pastor chegou a ser socorrido e levado para um hospital da cidade, mas não resistiu. Já o suspeito, Eurípedes Martins, 52, fugiu, mas foi localizado próximo de casa, mais tarde, com a arma utilizada no crime ainda na cintura.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito confessou o crime e contou que, há dois meses, fraturou a perna após o carro do pastor atingir sua moto. Segundo Martins, o acidente ocorreu durante o período de colheita do café e, além de gastos com o tratamento e o conserto da moto, ele teve prejuízos porque pagou um terceiro para colher o produto.

“Ele ouviu dizer que a vítima havia dito que não iria cobrir nenhum gasto e já chegou na igreja muito nervoso, com a arma na cintura, para tirar satisfação. A vítima foi para cima dele, não sei se com a intenção de brigar ou conversar, e o suspeito sacou a arma e disparou”, explicou o delegado José Donizetti Teixeira. Segundo ele, Martins atirou duas vezes, e um dos disparos atingiu a cabeça do pastor. Na casa dele, havia uma espingarda e munições. Ele não tinha passagens pela polícia.

O suspeito foi preso em flagrante por homicídio e está no presídio de Ervália.

Tristeza

A morte do pastor Jésus Miranda causou muita comoção. Além de Ervália, ele ministrava cultos em Coimbra, na Zona da Mata. Muitas pessoas, entre amigos e fiéis, prestaram homenagens à vítima nas redes sociais.

“Nós cantávamos na igreja, e o Jésus sempre levava pão para a gente, doava roupas, fazia festinhas para as crianças. Ele tinha um coração enorme e uma fé admirável, como poucos têm”, contou a administradora Claudionice Campos, 30, que conhecia o pastor desde a infância.

Fonte: Folha Gospel


Pastor arrisca sua própria vida para resgatar pessoas em meio a enchente

O cidadão Brian Roberson estava andando por seu bairro, na cidade de Houston (Texas) para avaliar os danos causados ​​pela tempestade tropical, Harvey, no último domingo de manhã, quando ele viu um homem de meia-idade entrando no trecho da estrada 288, que inundada pelas fortes chuvas.

O homem estava lentamente indo em direção a dois carros submersos na água a cerca de 30 metros de distância, enquanto outros homens permaneciam em pé em um pedaço de grama, próximo dali.

Eles gritaram para ele não ir mais longe. "Não vale a pena arriscar", disseram eles.

Mas o homem parecia inflexível e continuava a avançar.

"Ele queria ir até lá para garantir que aqueles carros estavam vazios, que não havia ninguém precisando de ajuda ali", disse Roberson à CBS News. "Foi algo realmente poderoso ver aquilo em primeira mão".

O homem continuou a ir mais fundo na água, bateu nas janelas do carro uma a uma e verificou se havia alguém ali dentro.

Em certo momento, ele subiu em cima de um carro preto com janelas para ver melhor, gritando para ver se alguém estava preso ali dentro ou se respondia. Felizmente, não havia ninguém naqueles carros.

"Ele não precisava fazer isso. É simplesmente uma coisa maravilhosa de se ver", disse Roberson. "Isso simplesmente mostra o poder da união entre os moradores da nossa cidade e do nosso estado. Estamos aqui um pelo outro".

O homem verificou pelo menos cinco veículos encalhados no meio da rodovia inundada.

"Eu não vou voltar até verificar duas vezes cada um deles", ele gritou aos espectadores.

Roberson correu de volta ao seu carro para agarrar uma corda, pronto para jogá-la para o homem e puxá-lo de volta assim que ele terminasse.

"Eu tinha a corda pronta, mas não havia uma correnteza forte naquele momento, então ele conseguiu voltar sozinho", explicou Roberson.

Quando o homem saiu da água, Roberson se aproximou para agradecê-lo por seu ato corajoso.

O homem, que disse que é pastor na área do centro-sul de Houston, explicou a Roberson que ele estava fazendo o que achava que estava certo. Desde que os cultos de sua igreja foram cancelados, ele decidiu sair e ajudar os necessitados.

"Ver alguém que está lá acima - 30 anos ou mais do que eu - com essa dedicação, correndo esse risco, foi algo incrível", disse Roberson.

Roberson acabou não descobrindo o nome daquele pastor, mas postou no Facebook as incríveis imagens dos esforços que ele fez para tentar resgatar pessoas que necessitassem. A imagem rapidamente ganhou as mídias sociais, e desde então tem sido compartilhada milhares de vezes.

"As pessoas em Houston estão procurando por ele. Pessoas até de Nova Orleans e Flórida estão esperando identificar o homem para fazer uma doação à sua igreja", disse Roberson. "Alguém disse que estava disposto a dirigir por sete horas até Houston para visitá-lo".

Roberson espera que alguém seja capaz de identificar o pastor para poder expressar sua gratidão em nome da comunidade.

Fonte: Guia-me

Muçulmanos dizem estar “fartos” dos cristãos da Europa após atentados

Muçulmanos dizem estar “fartos” dos cristãos da Europa Após os ataques terroristas em Barcelona, parece que a Espanha é o novo alvo do Estado Islâmico (EI). Pela primeira vez, a organização islâmica publicou um vídeo em espanhol. Trata-se de uma clara ameaça de retaliação pelo “sangue muçulmano derramado”.

O material divulgado pelo EI Espanha engrandece a figura Younes Abouyaaqoub, motorista da van que atropelou as pessoas em La Rambla. Ele foi morto pela polícia junto com 4 outros terroristas.

No vídeo divulgado ontem (23), aparecem notícias sobre o ataque em Barcelona, bem como a imagem de autoridades. A maior parte são as ameaças de dois jihadistas que falam espanhol com sotaque árabe. Um deles é Abu Lais Al Qurdubi.

Ele diz que os islâmicos que não podem viajar até a Síria para lutar pelo Estado Islâmico que façam jihad [guerra santa] onde estiverem, pois, insiste, “a jihad não tem fronteiras”.

“Alhah ficará satisfeito com vocês”, acrescenta, assegurando que “Al Andalus voltará a ser o que era, uma terra do califado”. Andalus, ou Andaluzia, era o nome da Península Ibérica quando ela estava sob o domínio do Califado Omíada, no século VIII.

Abu manda ainda um recado aos cristãos espanhóis: “não nos esquecemos do sangue derramado dos muçulmanos da Inquisição espanhola. Iremos vingar esse massacre e o que estão a fazer agora com o Estado Islâmico”.

O outro jihadista, que tem o rosto coberto e se chama Abu Salman al Andalusi, diz que “nossa guerra com vocês durará até o fim do mundo”. Também alerta os islâmicos para ficarem “longe da união com os cristãos” e reforça a ameaça aos espanhóis: “nunca deixaremos vocês tranquilos”.

No final do vídeo, a imagem de um cartaz em árabe diz: “A primeira gazw”. Ou seja, os ataques recentes foram “a primeira incursão militar” na Espanha. O país faz parte da coligação internacional que luta contra os jihadistas na Síria.

“Farto dos cristãos”

Embora a mídia geralmente tente desassociar os atentados terroristas da motivação religiosa, o Canal “Antena 3” da Espanha, decidiu visitar a região de Mililha, conhecida pelo domínio de grupos jihadistas.

O repórter Raúl García havia feito a matéria antes dos ataques em Barcelona. Ao tentar conversar com os moradores, ouviu frases desconcertantes para quem não está familiarizado com o Islã.

Um dos homens afirma que, antes de ser espanhol era muçulmano e por isso não precisava respeitar as autoridades seculares, como os policiais. Vestido com roupas típicas do Islã, ele reclamou da prisão de vários amigos seus, acusando as forças do governo de “perseguição”.

Outro homem, que usava roupas ocidentais, foi mais enfático, alegando que “os muçulmanos estão fartos dos cristãos da Europa, pois eles tornam nossa vida impossível”. Em seguida, disse que é totalmente compreensível quando “alguém perde a cabeça e usa um caminhão para atropelá-los”. Com informações Daily Mail

Fonte: Foçha Gospel

Convenção Batista Nacional proíbe convite a cantores e pastores que cobram 'cachê'

Mês de setembro, a Convenção Batista Brasileira irá celebrar seu jubileu (aniversário de 50 anos) e a data significativa vem chegando acompanhada da publicação de decisões marcantes em seu 'manual do mensageiro'.

Serão proibidos no âmbito da CBN: convites a cantores / preletores que cobram por suas participações e a promoção de política partidária.

Segue abaixo o trecho do documento que aborda sobre o assunto:

1. Convite a preletores e cantores no âmbito da CBN.

“É vedado a CBN, seus Órgãos e Instituições, juntamente com as CBEs, fazer convites a pregadores, cantores e outros que façam quaisquer exigências financeiras. E também que se verifique se os convidados tem vida compatível com os valores do Reino de Deus e da doutrina, princípios e valores da CBN”.

2. Proibição de política partidária no âmbito da CBN.

“Fica proibida a divulgação de propaganda política partidária no âmbito da CBN, seus órgãos e instituições, bem como nas CBEs, seja essa propaganda realizada por meio das redes sociais ou qualquer outra forma de apoio e divulgação a quaisquer candidatos e também é vedado o uso da logo da CBN por quaisquer candidatos em campanha política”.

Segundo o registro do próprio documento, a decisão já havia sido tomada em Brasília, no mês de abril de 2016, pelo Conselho Nacional de Planejamento e Execução da CBN. Porém acabou ganhando projeção nacional com esta nova publicação.


Contexto

A medida adotada oficialmente pela CBN se dá em um tempo no qual os dois pontos abordados têm gerado grande polêmica entre diversas igrejas evangélicas.

Enquanto os 'cachês' cobrados por muitos cantores e preletores são considerados abusivos por muitas igrejas, a crescente busca de políticos pelos púlpitos nos templos em período eleitoral também tem sido alvo de duras críticas de muitos cristãos.

Fonte: Guia-me

Empresário vende sua casa para ajudar refugiados: "O convite de Deus é servir"

O empresário cristão Luís Cláudio Corsini, vendeu sua própria casa em Belo Horizonte para ajudar quem precisava. Ele entendeu que deveria assumir uma iniciativa solidária e comprou um hotel fazenda para abrigar refugiados. Hoje em dia, o local abriga diversos haitianos. Em entrevista para Vanderlei Miranda, no programa Noite e CIA, ele comenta como percebeu que deveria tomar essa atitude.

“Eu acho que todo ser humano tem uma busca. Esse entendimento simplifica a nossa existência, por entender o plano do Criador, Deus e o projeto de reino Dele. Às vezes a gente está dentro do sistema e somos absorvidos por tantas coisas que passamos a não perceber como a Palavra pode nos transformar, ter um entendimento maior, criar uma consciência dentro do caráter de Cristo para que a gente possa realmente servir, o que é algo tão simples”, disse Luís.

“O convite de Deus é para que a gente sirva e possa amar as pessoas, praticar o amor Dele”, ressaltou. O empresário encontrou um espaço onde ele pôde receber, abrigar e cuidar de pessoas vindas de outros países. Pessoas que ele nunca viu na vida e que de repente foram beneficiadas com essa visão de trabalho. “Há cinco anos atrás eu tive uma experiência que fez uma nova formatação de como eu estava enxergando o mundo e foi tudo pautado no resultado de uma experiência que falava para não negar a Cristo”, explicou.

Quatro dias

“Eu não era uma pessoa que frequentava nenhum tipo de ambiente religiosos e a partir dessa experiência eu comecei a estudar. Eu tive quatro dias de um momento muito pessoal com Deus, onde eu comecei a ter algumas revelações em sonhos. Havia um questionamento pessoal de como eu estava vivendo dentro do sistema. Voltado só para a minha família, filhos, o padrão da gente buscar cuidar da própria vida e isso não me satisfazia. Eu fui desde esse processo que eu tive há cinco anos, de uma experiência real com Deus”, salientou.

“Minha formação é de engenheiro civil e depois que eu sai do ambiente da engenharia, realizei o sonho de ter uma produtora, um estúdio de gravação, e abrindo o estúdio tive clientes que são muito queridos por mim. Eu me desfiz desse projeto. Morei com meus pais e com o falecimento da minha mãe, essa casa ficou pra mim. Eu construí o estúdio e ampliei as instalações, mas eu realmente tive um chamado”, comentou.

“O convite existe a todo momento para todos nós. Só que a gente, o sistema absorvendo, você não percebe essa comunicação do Pai. Eu brinco que a metade das pessoas que me conheciam dizem que eu fiquei louco e a outra metade tem certeza”, pontuou. “Parece loucura, mas é isso mesmo, vendi minha casa e comprei esse hotel desativado para desenvolver um projeto que vai ajudar os imigrantes e refugiados”, comentou em uma entrevista para o site Tempo.

Fonte: Guia-me


Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses