11132018Ter
Última atualizaçãoQui, 06 Set 2018

slot

Mulher sequestrada é solta após evangelizar sequestrador

Quando Hollywood decide filmar a história de um cristão, por mais bonita que ela seja, nem sempre a sua fé fica evidenciada. O exemplo mais recente disso é Invencível, dirigido por Angelina Jolie e lançado ano passado. O drama retrata a vida do atleta olímpico Louis Zamperini (Jack O’Connell) que sobreviveu num campo de prisioneiros de guerra no Japão durante a Segunda Guerra Mundial.

Embora a biografia que inspirou o roteiro deixe claro que foi sua fé e a graça de Deus que o ajudou naqueles tempos difíceis, o filme sequer menciona a palavra “Deus”.

Em setembro estreia Captive (ainda sem título em português), curiosamente baseada num livro que não foi best seller. Unlikely Angel: The Untold Story of the Atlanta Hostage Hero [anjo improvável: a história não contada de uma mulher sequestrada em Atlanta] é o relato dos acontecimentos que chamaram a atenção da mídia em 2005.

Sua autora, Ashley Smith, era uma nova convertida, que se recuperava de uma vida de drogadição. Ela foi sequestrada por Brian Nichols, um homem que foi enviado para a cadeia por estupro, conseguiu escapar, invadiu o tribunal e matou o juiz que o condenou e mais duas pessoas.

Durante sua fuga da polícia ele invade o apartamento de Ashley e a faz prisioneira. Ela começa a evangelizar o sequestrador e lê para ele grande parte do livro cristão “Uma Vida com Propósitos”, do pastor Rick Warren.

A leitura do livro e o testemunho de Ashley fazem Brian mudar de vida. Porém, ainda é cedo para saber se essa mensagem realmente ficará clara no longa. Produzido pela Paramount Pictures, é dirigido pelo cineasta veterano Jerry Jameson, estrelado por Kate Mara (“Quarteto Fantástico”) e David Oyelowo (“Selma”), o drama promete gerar debates sobre a “segunda chance” que muitas pessoas precisam e somente Deus pode dar.

O trailer mostra que a mensagem do evangelho faz Brian repensar sua vida. A mensagem da produção no site oficial é retratar uma situação “onde o desespero, a esperança e a morte se cruzam”.

O produtor do filme, Terry Botwick, que trabalhou em filmes com temática cristã, afirma: “A história de Ashley atraiu a atenção de canais de TV de todos os lugares. Sua história é emocionante e redentora, mostrando como Deus cruzou as vidas de duas pessoas de espírito quebrado da forma mais dramática possível. Estou contente com a possibilidade de mostrar isso a uma audiência mundial.” 

Com informações de Cinema Blend e Beliefnet/Prime

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses