09262017Ter
Última atualizaçãoQui, 21 Set 2017

slot

Mais de 200 ONGs cristãs são fechadas em Bangladesh, com nova lei que restringe doações

Segundo informações fornecidas por grupos cristãos locais, que trabalham em Bangladesh, o governo encerrou cerca de 200 ONGs cristãs que operam no país. A ação foi tomada graças a uma nova lei  aprovada no ano passado. A Persecution.org detalhou o caso.

A Lei do Regulamento das Doações Estrangeiras, aprovada em outubro de 2016, deveria ser um processo de controle sobre os grupos terroristas que recebem fundos fora de Bangladesh. O texto foi aprovado na sequência do ataque ao Holey Artisan Bakery, no ano passado em Dhaka.

Apesar disso, os grupos cristãos mostraram indignação por serem alvos diretos da nova regra que restringe o financiamento de atividades religiosas. O processo criou um problema para muitas ONGs lideradas por igrejas que tiveram de encerrar suas atividades devido à incapacidade de obter financiamento.

Uma outra forma

Mas há uma maneira de contorná-lo, explica Bruce Allen, da Forgotten Missionaries International. "Se você tem uma organização, mesmo que você seja parte de uma agência de missão cristã ou ONG, e que fornece serviços não religiosos, como um hospital ou trabalho de ajuda humanitária e seus serviços estão disponíveis para qualquer um em Bangladesh, então você pode continuar a operar", ressalta Allen, de acordo com a revista Mission Network News.

Ele continua e explica que na verdade, o que o governo pretendia era atingir as ONGs que desempenhavam trabalhos religiosos. "Então, o que eles realmente estavam querendo era apenas bloquear as atividades religiosas e coisas que eram direcionadas especificamente para a comunidade cristã", pontuou.

O caso da Compassion

O mesmo caso aconteceu com a Compassion, na Índia. Foram mais de 500 projetos cancelados e cerca de 145 mil crianças sem apoio. Depois de quase 50 anos no país, a organização cristã foi forçada a sair da região. "Eu não quero exagerar, mas será realmente devastador para muitas dessas famílias", foi o que disse Justin Dowds, executivo-chefe da Compassion Britânica.

O governo indiano continua reprimindo as instituições de caridade estrangeiras as quais eles classificam como “ameaçadoras”. A Compassion é apenas uma das 11 mil ONGs que perderam o acesso a fundos estrangeiros desde que Modi chegou ao poder em 2014.

Fonte: Guia-me


Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses